Boho não caricato

O “boho” é um termo derivado da palavra “bohemian” (ou boêmio, em português), e apresenta um conceito de mente e corpo livres, além do estilo de vida nômade. Isso tudo, pode ser visto em roupas e acessórios com influências ciganas, hippies, étnico, folk, vintage romântico e algumas vezes com toques rocker. Com surgimento em 2003, na Inglaterra, ele se mantém forte graças a inúmeros festivais em todo o mundo como o Coachella, Lolapalooza e o Glastonbury, onde as pessoas se vestem de forma desleixada, mas tudo premeditado e minusciosamente escolhido.

Majoritariamente, o boho é uma tendência bacana para se adaptar ao nosso dia a dia. Podendo ser utilizado em looks noturnos e por que não, no trabalho também? Claro, tudo com muito bom senso!

Separamos algumas inspirações e dicas para você usar peças com mood boho no seu dia a dia e dar um toque único as suas produções.

Vestidos e saias

Os vestidos e saias são grandes aliados do boho e são peças práticas para montar looks casuais. Sejam eles longos ou curtos, os tecidos devem ser esvoaçantes, de tecidos nobres e delicados em estampas étnicas e bordados, ou peças artesanais como renda, crochê e tricô. No frio, podem ser utilizados com botas e no calor, com sandálias de tiras ou gladiadoras.

Quimonos

De inspiração japonesa, os modelos à venda em grande parte das lojas seguem um padrão de tecido e estampas diferente do clássico oriental. Podendo ser utilizado no verão e no inverno, a peça ajuda a cobrir o corpo e devem sobrepor peças mais justas, para evitar ampliar demais a sua silhueta.

Batas e camisas

As batas são blusas mais soltas, que não marcam o corpo e são ótimas opções para integrar o look de trabalho. Nesse estilo boho, os modelos vem em tecidos fluídos, leves e estampados,  mas para o trabalho, as peças lisas e delicadas podem ser combinadas com calças alfaiataria, flare e saia lapis. No look casual clássico, a grande aposta é combina-las com shorts e saias jeans.

Acessórios

Chapéu, colares, pulseiras, anéis, flores e penas se misturam com metais pesados, couro e camurça. Nos chapéus, predomina o modelo flop.

Compartilhe
Compartilhe